Darth Otavinho
8 novembro 2010


Representante pratica a liberdade no encontro mexicano


Olha que bonito isso: Taís Gasparian, que assina a ação da Folha que tirou a Falha de S.Paulo do ar, integra a comitiva brasileira que está no encontro da SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa) no México. Saiu na Folha de hoje. A delegação brasileira, formada também por um alto executivo da Abril e outros expoentes da liberdade nacional (sic), vai denunciar a censura prévia ao Estadão e as ameaças à liberdade que a eleição de Dilma representa (sic II). A demissão de Maria Rita Kehl e a censura à Falha  também serão lembradas por Taís e sua turma, decerto.

PS: Vale sempre lembrar que Taís já disse, defendendo José Simão contra um processo de Juliana Paes, que “tratar o humor como ilícito é a mesma coisa que censura”

3 Comentários

  1. […] em ora dizer que defende a liberdade de expressão e ora atacá-la frontalmente, e no breve post “Advogada que nos censurou vai a encontro de mídia no México defender a liberdade de imprensa (?!)” (8112010) de título autoexplicativo. Convido qualquer um a ler os textos e localizar qualquer […]

  2. Hahahaha brincadeira né rapaz. É o famoso “tá pagando, tô processando”. Advogado é isso aí… dinheiro na mão, calcinha/cueca no chão.

  3. adib
    08/11/2010

Deixe seu comentário

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons