Darth Otavinho
27 julho 2011

.

Quando recebeu o jornalista Lino Bocchini em sua casa, no interior da Inglaterra, em abril, Julian Assange autografou uma camiseta do site censurado pela Folha de S.Paulo. O criador do WikiLeaks e cada um dos membros do núcleo central da organização ganhou uma camiseta com Otavinho Vader e o logo censurado e caíram na risada ao saber que o personagem em questão era o dono do jornal que estava nos processando. A conversa aconteceu após a entrevista que Julian concedeu ao jornalista, foi de caráter estritamente pessoal e não foi gravada. Vale lembrar que o australiano já havia condenado duramente a censura da Folha durante entrevista ao Estadão, no final do ano passado.

Hoje faz 300 dias  que a Falha de S.Paulo foi censurada pela Folha, e os dois irmãos criadores do site cassado pelo “Jornal do Futuro” participarão de uma twitcam logo mais às 22h para falar sobre o processo –a Folha segue pedindo dinheiro na Justiça por “danos morais” por conta da paródia.

Deixe seu comentário

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons