Darth Otavinho
25 outubro 2011

Depois de mostrar sua verdadeira face em carta assinada pelo dono do jornal e seus principais executivos, em sua sua edição impressa o jornal omite que acusou fAlha de não ser independente e de estar a serviço do PT. É mentira. Mas, mesmo se fosse verdade, e daí?

.

Depois de quase 400 dias fugindo do debate que começou por conta de um processo de censura que eles mesmos abriram, ontem a Folha de S.Paulo resolveu ir pra briga. Na carta enviada à Comissão de Legislação Participativa para informar que recusavam o convite para debater no Congresso Nacional a censura que patrocina contra o blog Falha de S.Paulo, a Folha prestou um grande serviço de utilidade pública. Deu um show de prepotência (chegou a chamar o deputado que propõe o ato de desinformado) e má-fé e mostrou táticas toscas de difamação dignas da Veja. Explico, a partir de trechos da carta (reproduzida no pé deste post):

.

1) O jornal fala várias vezes que não estávamos fazendo sátira. Fora o fato de que MESMO QUE ISSO FOSSE VERDADE a censura não se justifica, essa é a opinião mais isolada dos 90 anos de história da Folha. A Justiça não acredita. NENHUM blog também. Tampouco apareceu algum advogado, ativista ou jornalista disposto a comprar essa versão. E o engraçado é que, como as informações circulam, sabemos muito bem que os jornalistas da PRÓPRIA FOLHA (fora os que assinam a carta, ou talvez nem eles) também não engolem essa balela da direção.

.

2) O jornal nos acusa de “não ser independentes” e de estar a serviço do PT. Essas afirmações poderiam render um belo processo de calúnia e difamação contra o trio que assina o documento. Caros Otávio, Vinicius e Sergio, abro de bom grado as contas bancárias, as declarações de imposto de renda e os sigilos telefônicos meu e de meu irmão e desafio publicamente a Folha a provar essa afirmação mentirosa.

.

3) MUITO IMPORTANTE: Vamos partir do pressuposto que eu fosse filiado ao PT (não sou nem nunca fui filiado a partido algum). Vamos partir do pressuposto de que, realmente, a Falha não era uma paródia crítica ao jornal. Vamos fazer de conta que era, sim, um blog a serviço do PT, sem humor nenhum e criado com o único objetivo de espinafrar a Folha. Nada mudaria. Mesmo assim TODOS os argumentos que usamos desde o começo seguem válidos.

.

4) Na carta de ontem o jornal “fortalece” sua argumentação contra a audiência afirmando que o assunto é “matéria superada” –porque já saiu a decisão em primeira instância. Na edição impressa, contudo, o jornal termina seu texto falando o óbvio: “cabe recurso”. Ou seja, a Folha muda de discurso conforme seus interesses. Para fugir do debate, diz que é “matéria superada”. Para posar de correta para seus leitores, entretanto, lembra que cabe recurso. De nossa parte, não alteramos uma vírgula nossa argumentação desde o primeiro dia. Nosso discurso é um só e tem amplo apoio inclusive dentro do prédio da Barão de Limeira –ao contrário da Folha, que só tem o apoio dos seus advogados.

.

TUDO ISSO SERÁ TEMA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA AMANHÃ (4ª FEIRA) NO CONGRESSO NACIONAL (plenário 3, anexo II), AS 14H. A FOLHA NÃO QUER DEBATER, MAS OS DEPUTADOS E A SOCIEDADE QUEREM. VÁRIOS PARLAMENTARES CONFIRMARAM PRESENÇA. OAB E FENAJ TAMBÉM. E O SITE DO CONGRESSO VAI TRANSMITIR AO VIVO POR STREAMING. ASSISTA, MANDE SUAS PERGUNTAS, USE A HASHTAG #folhaXfalha, VENHA DEBATER VOCÊ TAMBÉM!

.

Abaixo a matéria da Folha de hoje sobre a carta e, em seguida, a carta em si:

.

.

Folha contesta tema de audiência pública proposta por petista

Por meio de carta, jornal recusa convite de comissão da Câmara dos Deputados

.

Em carta enviada à Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados, a Folha contestou o tema de audiência pública proposta pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) e recusou o convite para participar dela feito por seu presidente, Vitor Paulo (PRB-RJ).

Anunciado para as 14h30 de amanhã, em Brasília, o evento pretende discutir o tema “O silêncio da mídia no caso de censura imposto pelo jornal Folha de S.Paulo ao site www.falhadesaopaulo.com.br”.

A carta manifesta discordância da temática sugerida e do enfoque adotado pela comissão. É assinada por Otavio Frias Filho, diretor de Redação da Folha, Sérgio Dávila, editor-executivo, e Vinicius Mota, secretário de Redação.

Os três jornalistas, mais a advogada do jornal, Taís Gasparian, que está em viagem fora do país, foram os convidados pela comissão para representar a Folha.

“A Folha não endossa qualquer censura ou repressão à manifestação de pensamento crítico, até mesmo quando eivado de agressividade injuriosa ou distorção partidária”, afirma a carta.

O jornal questiona ainda o que o petista chamou de “silêncio da mídia”.

“Ainda que fosse pertinente, a questão deveria ser colocada aos meios de comunicação em geral, não fosse o fato de a pendência relativa ao blog ter sido noticiada não apenas pela própria Folha em diversas ocasiões como por vários outros veículos.”

Com a carta foram enviadas reproduções de reportagens sobre o assunto publicadas na Folha e em veículos como “O Estado de S. Paulo” e a revista “Info Exame”, da editora Abril, entre outros.

No ano passado, a Folha entrou na Justiça contra o uso de logotipo e endereço eletrônico semelhantes aos do jornal pelo blog “Falha de S.Paulo”, dos irmãos Lino e Mario Ito Bocchini. Em 28 de setembro de 2010, foi concedida liminar que determinava a suspensão do registro do domínio falhadespaulo.com.

No mês passado, a Justiça julgou parcialmente procedente o pedido da empresa, determinando a suspensão definitiva (congelamento) do domínio. Cabe recurso.

.

.

.

AJUDE A DIVULGAR! A AUDIÊNCIA PÚBLICA CONTRA A CENSURA DA FOLHA É AMANHÃ àS 14H NO CONGRESSO!!

7 Comentários

  1. […] Folha esconde calúnias e ataques pessoais ao noticiar carta em que anuncia fugir da audiência de a… Tweet […]

  2. […] petista da cidade de São Paulo.” (Ofício da Folha de São Paulo, 21/10/2011 – clique aqui para ver a […]

  3. EDUARDO AZEREDO vai tentar colocar seu AI-5 DIGITAL em votação na CÂMARA–LINO, vc pode fazer um texto sobre o tema que sugiro!?—20:45p.m

  4. Pancho Villa
    25/10/2011

    Meu Deus! Onde estou? Como vim parar aqui? Não é da Folha? Sou um leitor desavisado e fui enganado!

    huiahauihaiuhaiuhaiuahiuahiua

  5. 25/10/2011

    Otavinho vai ter que assumir a paternidade do problema.—–13:20p.m

  6. 25/10/2011

    Quem planta vento,colhe tempestade—13:10 p.m

  7. 25/10/2011

    A verdade faz o homem livre—-12:25p.m

Deixe seu comentário

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons