Darth Otavinho
23 dezembro 2010

Trecho da entrevista publicada por O Estado de S. Paulo hoje:

Sobre liberdade de informação na América Latina, qual a avaliação do sr.? É algo que preocupa ou não mais do que em outras regiões?

Há boas leis e proteções constitucionais em vários países latino-americanos. Mas a questão é se essas leis estão sendo seguidas na prática. A associação entre Estados (e seus Poderes Judiciários) e empresas pode permitir a censura na prática. Entendo que há um grande escândalo em relação ao blog Falha de S. Paulo, que é uma sátira ao nome do jornal com o qual temos uma parceria no Brasil. Entendo a importância de proteger a marca e temos sites similares que se passam por WikiLeaks. Mas o blog não pretende ser o jornal e acho que deve ser liberado. A censura é um problema especial quando ocorre de forma camuflada. Sempre que haja censura, ela deve ser denunciada.

Leia mais no blog de Natalia Viana, jornalista colaboradora do Wikileaks e também no site do Estadão.

14 Comentários

  1. […] da mídia internacional ou de personalidades como Marcelo Tas, Rafinha Bastos, Gilberto Gil e até Julian Assange, que se manifestou publicamente contra a ação da Folha. Tudo isso foi deixado de lado em nome de […]

  2. […] o relator da ONU, Financial Times (e outros veículos mundo afora), deputados federais, o ativista Julian Assange entre muitos […]

  3. […] de peso, pro Marcelo Tas, para deputados federais de dez partidos, pro Gilberto Gil e até para Julian Assange, paródias e críticas como as feitas pela Falha não são motivo para censurar […]

  4. […] de peso, pro Marcelo Tas, para deputados federais de 10 partidos, pro Gilberto Gil e até para Julian Assange, paródias e críticas como as feitas pela Falha não são motivo para censurar […]

  5. […] para o Financial Times e outros veículos internacionais de peso, pro Marcelo Tas e até para Julian Assange, paródias e críticas como as feitas pela Falha não são motivo para censurar ninguém. Há quase […]

  6. […] gravada. Vale lembrar que o australiano já havia condenado duramente a censura da Folha durante entrevista ao Estadão, no final do ano […]

  7. […] a Repórteres Sem Fronteiras, por ativistas brasileiros (como Gilberto Gil) e internacionais (como Julian Assange), pela mídia internacional (Wired, Financial Times) e querer dizer que não tem nada a ver com […]

  8. Ian
    14/02/2011

    TO NA LUTA COM VOCÊS!!! COM CERTEZA VOCÊS VÃO SAIR DESSA!

  9. 27/01/2011

    Seguimos o Assange desde quando ele denunciou empresas Inglesas que jogavam lixo bio-hazard na África e agora quando apoiam Bradley Manning e um governo aberto e transparente por queles que confiamos nossos votos pela Democracia.

    Muitos jornalistas, politicos e membros do Governo Norte- Americano pedem o assassinato de Julie Assange em uma campanha suja e desumana.

    APOIEM este cidadão Australiano pois será uma honra para nós Brasileiros dar asilo politico e ver Assange se tornar mais um Brasileiro que luta pelo maior presente divino que herdamos ao nascer, o Livre Arbítrio e a Liberdade de Expressão.

    Webmaster
    wikileaks.com.br

  10. […] justo pelo autoproclamnado “Jornal do Futuro”… Produzimos novos textos falando do apoio de Julian Assange e da organização Repórteres sem Fronteiras nas nossas páginas em inglês e espanhol. Temos […]

  11. […] entidades e publicações internacionais, como Wired, Financial Times, Repórteres sem Fronteiras e Julian Assange. Caso tenha tempo e paciência, tente achar alguma manifestação a favor do processo do jornal. Se […]

  12. […] do mundo em defesa da liberdade de expressão) e Julian Assange, criador do WikiLeaks, que condenou o jornal duramente, em entrevista ao […]

  13. […] e fez um belo post sobre a censura da Folha no site do jornal inglês. O jornalista lembra da declaração de apoio de Assange, e termina com uma bonita conclusão: “A resposta da Folha está de acordo com a sua […]

  14. 23/12/2010

    QUEM DIZ QUE LUTA PELA PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA DEVE TENTAR CENSURAR A LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

    !!@V@NTE!!

Deixe seu comentário

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons