Darth Otavinho

Posts Tagged ‘90 anos’

19 fevereiro 2011

No dia em que completamos 142 dis sob censura, Otavinho & Cia comemoram 9o anos de empresa. O sábado está ensolarado, então nada de grandes artigos, mas vale pontuar umas coisinhas:

1. Por que o jornal continua se intitulando “o maior do país” se o IVC já atestou que a Folha perdeu o posto? Amanhã vai ter Erramos?

2. Obrigado pela capa cafona no último linda do caderno especial. (abaixo)

.

Que sacada! Que puta produção!

.

3. Nos cadernos “especiais” tá cheio de menção à Folha ser a primeira disso, a primeira daquilo… enfim, fica claro que o céu e a terra não estariam aqui senão fosse pela família Frias. De nossa parte ficamos felizes por termos sido parte de outro pioneirismo do jornal: o primeiro processo de censura de um gigante de mídia brasileiro contra um blog independente. Com a cereja do bolo deles estarem querendo nos arrancar dinheiro por danos morais por conta de uma paródia.

.

4. Talvez o melhor do caderno dos 90 anos sejam os anúncios puxando o saco do jornal. A prática é comum no mercado, e rende bobagens ótimas como essa:

Publicitários são JÊnios da raça!

.

Falando sério: nossa crítica à Folha sempre foi política (e agora jurídica), mas sabemos que tem muita gente boa lá na Barão de Limeira, como Marlene e Mônica Bergamo, André Caramante, Laura Capriglione, Ricardo Feltrin, João Wainer, os grandes amigos do Agora SP e tantos outros que não vem ao caso nominar. E tem coisas de que gostamos no jornal, de verdade. O time de cartunistas é o campeão do Brasil desde sempre, a melhor coisa do jornal, com léguas de vantagem sobre qualquer outra; os horários de cinema, quando corretos, também são bastate úteis, e o sudoku é ótimo.

Mas, como diz o ditado, “o diabo mora nos detalhes” (e não só neles, no caso da Folha). É no Painel do Leitor de hoje da Folha que todo apartidarismo e independência do jornal se mostram com esplendor. São 8 cartas parabenizando a empresa pelos 90 anos: um leitor comum, o presidente da Associação Brasileira de Imprensa, o presidente da “CDI Comunicação Corporativa”, o presidente de uma entidade de construtoras, a empresária Cosette Alves, um secretário estadual do PSDB paulista, o presidente da Monsanto do Brasil e Lázaro Brandão, dono do Bradesco.

E, na última página do caderno especial, o seguinte anúncio:

Apartidarismo é isso aí

.

PARABÉNS FOLHA, VOCÊ NUNCA NOS DECEPCIONA!

UM ABRAÇO POR TRÁS DO PESSOAL DA FALHA PELOS 90 ANOS DO 2º MAIOR JORNAL DO PAÍS!

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons