Darth Otavinho

Posts Tagged ‘taís gasparian’

16 novembro 2010

Além de tudo, o espaço da cinemateca é lindo

Vai ser hoje (terça, 16/11) 18h30, na Cinemateca (SP).  Ontem estivemos por lá batendo papo sobre a censura e o processo da Folha e fomos muito bem recebidos pelos participantes — a quem agradecemos imensamente, e reforçamos o pedido para nos ajudar a divugar esse absurdo. Hoje estaremos lá de novo a tarde toda e participaremos da discussão aí do título. Saiba mais sobre o evento aqui. Aliás, esse site está transmitindo as discussões ao vivo (espero que a nossa também!).

AQUI o vídeo que o site oficial do evento fez sobre o caso.

12 novembro 2010

Mais uma bela chance de divulgar a censura e queimar o filho do Otavinho! É nóis!

No encontro Café com Blogueiros, que rola amanhã o dia todo na ESPM, em São Paulo, vamos participar de uma “desconferência” sobre o papel dos blogs às 10h45. Estamos lá no site com fotinho, bio e tudo mais, dá uma olhada. As inscrições estão encerradas, mas se alguém de SP quiser muito ir, por favor nos escreva urgente que eu tento dar um jeito. Valeu! (De qualquer forma, vamos filmar e por os melhores momentos aqui)

12 novembro 2010

Agora nosso amigo faz sucesso em Potugal.

Hoje será comemorado, com debate e lançamento de um livro, os 5 anos de um direito de resposta histórico que a Rede TV teve que conceder por conta de violações de Direitos Humanos no programa do João Kleber.  A iniciativa foi dos amigos do Intervozes, que também escreveram o livro em questão e promovem o evento. Abaixo, um trecho do site deles que conta um episódio incrível da TV brasileira e ilustra porque discutir concessão pública de rádio e TV e seus limites nada tem a ver com censura:

Em 2005, uma ação civil pública movida contra a Rede TV! e o programa Tardes Quentes, do apresentador João Kléber, por violações de direitos humanos na mídia obteve um resultado inédito na Justiça brasileira. Durante 30 dias, a emissora foi obrigada a exibir um direito de resposta coletivo dos grupos ofendidos pela programação. Assim nasceu o programa “Direitos de Resposta”, produzido por organizações da sociedade civil e que exibiu inúmeras produções independentes em torno da defesa dos direitos humanos.

O resultado foi considerado uma vitória para aqueles que reivindicam melhorias na programação na TV aberta brasileira e seu aniversário de 5 anos será celebrado no dia 12 de novembro, em São Paulo, com o lançamento do livro “A Sociedade Ocupa a TV”, produzido pelo Intervozes, que resgata a memória do episódio, e com um debate sobre liberdade de expressão, que contará com a presença do Procurador da República Sergio Suiama, autor da ação contra a Rede TV!

O auê vai ser das 18h30 às 21h30 na Casa das Rosas, Av. Paulista 37, próximo ao metrô Paraíso.

11 novembro 2010


WTF??


Foi pensando justamente nessa possível (e mais do que justa) dúvida que finalmente fizemos o botão “Entenda o caso”, bem aí em cima. Clica lá e dá uma olhadinha, por favor. É muito útil também para divulgar a treta para quem ainda não conhece. Então, se puder, por gentileza nos ajude a espalhar essa baixaria e queimar o filme da Folha. Obrigado!

10 novembro 2010

O que Bussunda diria da censura da Folha?

Marcelo Tas falando sobre Lula e Dilma. Claudio Manoel comentando sobre “vaias virtuais” e o poder dos telespectadores. Ambos trocando uma ideia sobre internet, humor, jornalismo e política. Teve isso e muito mais no bate-papo que rolou sexta-feira (5/11), na Livraria da Vila da alameda Lorena, em São Paulo. A conversa marcou o lançamento da Biografia de Bussunda (ao lado), do jornalista Guilherme Fiúza, que também participou da conversa, mediada por Maria Paula. Fomos lá, filmamos tudo da primeira fila, ao lado do senador Eduardo Suplicy, e editamos os destaques, que você confere abaixo.

.

Marcelo Tas e Claudio Manoel também comentaram a censura da Folha à Falha de S.Paulo

8 novembro 2010


Representante pratica a liberdade no encontro mexicano


Olha que bonito isso: Taís Gasparian, que assina a ação da Folha que tirou a Falha de S.Paulo do ar, integra a comitiva brasileira que está no encontro da SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa) no México. Saiu na Folha de hoje. A delegação brasileira, formada também por um alto executivo da Abril e outros expoentes da liberdade nacional (sic), vai denunciar a censura prévia ao Estadão e as ameaças à liberdade que a eleição de Dilma representa (sic II). A demissão de Maria Rita Kehl e a censura à Falha  também serão lembradas por Taís e sua turma, decerto.

PS: Vale sempre lembrar que Taís já disse, defendendo José Simão contra um processo de Juliana Paes, que “tratar o humor como ilícito é a mesma coisa que censura”

Previous
Next

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons