Darth Otavinho
15 março 2012

.

.

Charges de André Abreu...

...Bennet...

....e Simoh

O tema é pesado, mas é igualmente urgente, atual e nada superado. O Brasil é dos poucos países latino-americanos que passaram por uma ditadura militar em que ficou tudo por isso mesmo. Nenhum torturador foi punido (ao contrário da Argentina, por exemplo), e o Estado não assume direito os crimes que cometeu. O regime acabou recentemente, em 1984, e fomos ter a primeira eleição direta depois dos generais só em 1989. Esse foi o pano de fundo para o programa do último dia 15, que teve como tema a Comissão da Verdade, criada pelo governo federal para investigar os crimes ocorridos no Brasil durante a ditadura. Participaram ao vivo no  estúdio da Casa Fora do Eixo o editor Ivan Akselrud de Seixas, ex-preso político e consultor da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência,  o deputado estadual Adriano Diogo (PT-SP), presidente da Comissão Estadual da Verdade e militante pelos direitos humanos há décadas e a jornalista Thaís Barreto, estudiosa da ditadura e autora de um livro-reportagem sobre seu pai, Zequinha Barreto –que militou com Carlos Lamarca em 1971.

Vale lembrar que o programa acima, também disponível no You Tube, pode ser assistido, reproduzido, emdedado e utilizado livremente. Aqui não tem essa de copyright, basta dar o crédito.

1 comentário

  1. Henrique
    15/03/2012

    O próximo carro de combate produzido no Brasil, chamar-se-á “PANTUFAS”.

Deixe seu comentário

"Tratar o humor como ilícito, no fim das contas, é a mesma coisa que censura"

Tais Gasparian, advogada da Folha que assina o processo de censura à Falha, sobre a ação que a atriz Juliana Paes moveu contra José Simão em 2009. Dois pesos, duas medidas...

Licença Creative Commons